Fui a pé - Dia internacional sem carro

Fui a pé – Dia internacional sem carro

Intervenção

FUI A PÉ. Intervenção urbana para o Dia Internacional Sem Carro|2008

Continuando o trabalho em centros urbanos, a próxima ação do grupo Pparalelo de Arte Contemporânea volta-se para a inscrição de um projeto artístico para as Comemorações do Dia Internacional Sem Carro – 22 de setembro/2008.

O grupo escolheu uma cidade da região de Campinas que ainda não participa oficialmente das Comemorações internacionais. A cidade de Limeira, localizada 154 km a noroeste da cidade de São Paulo, tem aproximadamente 300 mil habitantes, uma economia voltada para o comércio além da produção agrícola e industrial de insumos da laranja e cana de açúcar. É uma cidade que mantém 2 jornais circulantes, 3 redes locais de TV e 6 instituições de ensino superior das quais destaca-se um campus da Unicamp e uma Escola particular que possui um curso de Design e Arte. Sua configuração cultural está permeada por uma forte presença histórica das fazendas que constituem sua paisagem do inicio do século XX e no campo atual ela presença de grupos artísticos que convivem com os projetos locais da Prefeitura e das Oficinas Culturais do Estado.

O projeto criado pelo Grupo Pparalelo para a cidade de Limeira leva em consideração essa constituição geral urbana da cidade. Intitulado FUI A PÉ, faz referencia direta à consciência do uso do carro e parte da interação do grupo com outros grupos de artistas locais.

Durante o dia 16 de setembro 3 carros foram estacionados em vagas públicas das principais praças centrais da cidade formando pacotes escultóricos construídos com lonas plásticas azuis e cordas de nylon. Por sobre esse volume, foram aplicados uma grande quantidade de adesivos com a frase-título do projeto: FUI A PÉ.

Os pacotes foram amarrados aos postes e outros elementos do equipamento urbano próximo ao local escolhido para a intervenção indicando sua imobilidade. O grupo se posicionou ao redor dessas estruturas distribuindo adesivos (idênticos aos colados nos carros) para as pessoas da localidade.

Além de Limeira, a intervenção se realiza também em Campinas, nas Rua Antonio Lapa, no bairro Cambuí, próximo onde hoje o grupo se reúne. Em Barcelona/Espanha, nesse mesmo período, a artista Dorothea Freire, integrante do Pparalelo em viagem a esse país, não participa da intervenção no Brasil, mas leva o contexto comunicativo do projeto para a Espanha onde fará a distribuição dos adesivos ao longo do dia 22, em sua versão para o Espanhol.



Ficha técnica
Criação e execução: Grupo Pparalelo de Arte Contemporânea
Datas: 16.09 (Limeira/SP) e 22.09 (Barcelona e Campinas)
Locais: Brasil – Praças Luciano Esteves, Toledo de Barros e Boa Morte – Limeira | Espanha – Ruas da área central de Barcelona.
Patrocínio: ENGEP
Artistas convidados para integrar o projeto em Limeira: Maria Agnes Lucato; Edilaine Brum; Gilio Mialichi; Paulo Matiazi; Lea Martins e Angélica Vidal